"Historia magistra vitae"

 

 

 

 

O Ingresso
Ingresso

Desde que surgiram no mundo, as Sociedades Rosicrucianas Maçônicas tem sido o lar natural para Maçons em busca da realização intelectual e espiritual.

A qualificação maçônica para a adesão da SRICF é um legado do grupo de indivíduos que fundou a Sociedade. A prévia aprovação maçônica é, em si, uma recomendação de que o Candidato é adequado, familiarizado com o trabalho cerimonial e com as obrigações de fidelidade exigida dos membros da Sociedade. A qualificação maçônica, portanto, é destinada a dar garantia de que a fidelidade, a privacidade e – principalmente – a discrição, irão caracterizar a conduta dos seus membros.

Sendo uma Ordem independente embora aliada do Rito York, no Brasil é necessário que o candidato apresentado tenha alcançado, no mínimo, o grau de Mestre Maçon - de uma das três potências regulares –, conforme definido pelas leis da Sociedade.

Por razões inerentes, nós reconhecemos que a Fraternidade Rosacruz é um “estado de consciência”, não apenas uma organização. Um maçom se descobre um frater da Rosacruz: Ele não é “tornado” um frater Rosacruz.

Sendo um corpo maçônico por convite, não são aceitas petições diretas.Todavia, quando convidado, o candidato deve declarar expressamente não pertencer a outras sociedades, fraternidades ou organizações de cunho rosicruciano (por questões éticas), assim como professar a fé cristã.

Maiores explicações podem ser obtidas nas Ordenações dos Colégios no Brasil.

subir